**Porque tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade. (Autor desconhecido, pobre e com certeza tem pinto pequeno)** MARMANJJUS O BLOG: Édemais pra uma cabeça só.

23 junho 2009

Édemais pra uma cabeça só.

Junto ao corpo de um suicída, a polícia encontrou a
seguinte carta:

"Sr. Delegado, não culpe a ninguém pela minha morte. Deixo
esta vida hoje porque um dia a mais eu acabaria louco.
Explico-lhe, Sr. Delegado:

Tive a desgraça de casar-me com uma viúva a qual tinha uma
filha (se soubesse não teria me casado).

Meu pai, para maior desgraça, era viúvo, enamorou-se e
casou com a filha da minha mulher. Resultou daí que minha
mulher se tornou sogra de seu sogro, minha enteada ficou
sendo minha mãe, meu pai era ao mesmo tempo o meu genro.

E por algum tempo minha filha trouxe ao mundo um menino,
que veio a ser meu irmão. Com o decorrer do tempo minha
mulher também deu a luz a um menino que, como irmão de
minha mãe, era cunhado de meu pai e tio do seu filho,
passando minha mulher a ser nora da sua própria filha.

Eu, Sr. Delegado, fiquei sendo pai da minha mãe,
tornando-me irmão do meu pai. Minha mulher ficou sendo
minha avó, já que é mãe da minha mãe e assim, acabei por
ser avô de mim mesmo."

O Delegado acabou de ler e se matou também!

2 Comentários:

diovani disse...

putz essa foi de lascar
mas como sempre foi boa
abraço

Leandro Sans. disse...

Bacana seu blog,
as histórias tbm, rs...
Obrigado pela visita no meu blog,
volte sempre.
Abraço.