**Porque tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade. (Autor desconhecido, pobre e com certeza tem pinto pequeno)** MARMANJJUS O BLOG: Piadinhas de quinta, no sábado.

23 outubro 2009

Piadinhas de quinta, no sábado.

As duas Pulgas

Duas pulgas se encontravam todo o fim de semana na praia, um dia uma delas perguntou a outra:
- E aí? Como foi de viagem?
A outra responde:
- Não muito bem, passei mó frio.
- Por que?
- Porque eu vim no bigode de um motoqueiro.
- Então eu vou te contar o meu segredo de como vir bem quentinho para cá.
- A é? Então me fala.
- É fácil, você quando estiver vindo para cá, entra dentro do banheiro feminnino da rodoviária, pula dentro da privada e espera até a mulher sentar, aí você pula dentro da calcinha dela e fica dentro da xoxota dela, não tem erro você vai vir quentinho a viagem toda.
- Valeu, eu vo tenta isso da proxima vez.
Passado uma semana, a pulga pergunta para a outra:
- E aí? Deu certo?
- Não passei frio de novo
- Por que? O que você fez de errado?
- Olha eu fiz tudo que você me disse, entrei no banheiro, pulei na privada, esperei a mulher, pulei na calcinha, entrei na xoxota, mas aí eu dormi e quando eu acordei tava no bigode do motoqueiro de novo!!



Reportagem no Uzbequistão

Um famoso repórter de televisão estava em Uzbequistão, no meio de uma grande reportagem que falava sobre os costumes do local. De repente ele se deparou com um velhinho e logo começou a entrevistá-lo:

- O senhor poderia me contar um fato de sua vida que jamais tenha se esquecido?

O velho homem sorri e começa a contar a história:

- Um dia, há muito tempo atrás, minha cabra se perdeu na montanha. Como manda a nossa tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da cabra.

Quando finalmente a encontramos, já de madrugada, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos transaram com a cabra, um por um. Foi uma cena inesquecível...

O jornalista se assusta com a história e diz, todo sem jeito:

- Meu senhor, sinto em lhe dizer que a emissora dificilmente levará ao ar essa declaração, então eu sugiro que o senhor conte uma outra história... Quem sabe se o senhor nos contasse uma história bem feliz...

O velho sorriu e disse:

- Ok, também já vivi uma história muito feliz!

O repórter sorri, aliviado e o velho homem começa a contar a história:

- Um dia, a mulher do meu vizinho se perdeu na montanha. Como é a tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da mulher. Quando finalmente a encontramos, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos os homens da cidade transaram com a boazuda. Foi a maior diversão da minha vida!

Então o jornalista, decepcionado, mas sem desistir, perguntou ao velho homem:

- Ok, vamos tentar mais uma vez: Será que o senhor não poderia nos contar uma história bem triste?

Então o velho homem baixou a cabeça e, com os olhos cheios de lágrimas, começou:

- Um dia, eu me perdi na montanha...

0 Comentários: